Termas portuguesas

A Água deu sentido e idealidade a um universo de ritualização, traduzido em paradigmas urbanos, numa arquitectura diversificada e em cenografias que expressam a intimidade destes novos lugares de sociabilidade e de criação artística e cultural.

Nesta cronologia (não exaustiva) das termas portuguesas encontram-se exemplos da diversidade histórica e patrimonial que singulariza estes territórios, desde as soluções vernaculares às eruditas, da inovação à contemporaneidade.

Cronologia 1 = HOSPITAL MODERNO. REGIMENTOS E NORMATIVAS.

Cronologia 2 = A MECANIZAÇÃO DO BANHO.

Cronologia 3 = DECRETO DE 1892. DECRETO DE 1894.

Cronologia 4 = AS ORIGENS DE UM DESTINO TURISMO.

Cronologia 5 = O MODERNISMO.

Cronologia 6 = A REORGANIZAÇÃO E SISTEMATIZAÇÃO DO ESPAÇO DO BALNEÁRIO. NOVOS INVESTIMENTOS NO TERMALISMO.