Hospitals

MATERNIDADE DR. ALFREDO DA COSTA, LISBOA

Foto MAC 1940

A Maternidade Dr. Alfredo da Costa surge na sequência de um plano nacional, com uma estrutura própria, que promovia o acesso à qualidade de serviços “no acto de nascer”, tendo em conta os valores de um projecto arquitectónico especializado e inovador para a Obstetrícia e Ginecologia.
A Maternidade enquanto – unidade de saúde e de assistência – expressava uma visão metodológica sobre a função e o carácter do edifício e do espaço, não se restringindo apenas ao programa médico. No essencial, a Maternidade inseria-se numa escala mais ampla de propostas na área das Arquitecturas da Saúde, sendo definidas as relações de independência e de continuidade deste inovador projecto para garantir a qualidade dos serviços a todas as mulheres (grávidas e puérperas), garantindo o acesso aos recursos, aos direitos, aos bens e aos serviços, bem como promover a investigação científica e cirúrgica, e a sua divulgação no contexto nacional e internacional.
[fotografia: Mario Novais, c. 1940]

85° aniversário. Um legado em prol da ciência, da saude e da assistência. Conferência de Helena Gonçalves Pinto, Anfiteatro da MAC, 5 de Dezembro de 2017.
[]  A originalidade da Maternidade Dr. Alfredo da Costa. Parte  1
[]  A originalidade da Maternidade Dr. Alfredo da Costa. Parte 2
[]  A originalidade da Maternidade Dr. Alfredo da Costa. Parte 3

HOSPITAL  ORTOPÉDICO, PAREDE, CASCAIS
Instituto das Irmãs Hospitaleiras do Sagrado Coração de Jesus

O Hospital Ortopédico infantil foi fundado em 1948, com um programa especializado na ortopedia e reabilitação de crianças. Além dos serviços médicos e cirúrgicos, a instituição assegurava o apoio espiritual promovido pela comunidade das Irmãs do Sagrado Coração de Jesus.
A unidade deixou de funcionar em 1980, na sequência de dificuldades financeiras, mas acabaria por ser reconvertida em centro vocacionado para a Saúde Mental, reabrindo em 1985.
O imóvel com o seu jardim seriam refuncionalizados para a instalação de um programa especializado em psicogeriatria e cuidados paliativos, numa vertente multidisciplinar que inclui as áreas de enfermagem, psicologia, assistência social, terapia ocupacional, reabilitação física, bem como o necessário apoio espiritual, de utentes, familiares, amigos e cuidadores.   [fotografias: HGP, maio de 2017]